Grupo Tarancón marca a abertura do projeto Vitrola Moderna do SESC Vila Mariana

O quinteto brasileiro traz som do folclore e do cancioneiro latino-americano dentro do projeto Vitrola Moderna. Dia 13/10.

A banda realiza show de reencontro dos integrantes originais: Emilio de Angeles, Jica Thomé e Miriam Mirah, em uma retrospectiva de três décadas de trabalho. Formado em 1972, Tarancón foi o primeiro grupo brasileiro a pesquisar e divulgar a música feita nos países da América Latina.

A apresentação marca a primeira edição do projeto Vitrola Moderna, que contempla artistas de diversos gêneros e estilos musicais que tenham suas carreiras consolidadas fora do circuito da grande mídia e da indústria fonográfica estabelecida. Com enfoque sobre profissionais com mais de cinco discos gravados, o projeto aborda, inclusive, a época dos discos em vinil com um trabalho de cunho autoral.

O quinteto é composto por Jica Thomé (percussão, bombo leguero, bongô e voz), Emílio de Angeles (zampoña, quenas, tarkas e voz), Enan Racan (violão, violãozinho e voz), Jorge Miranda (baixo, charango e voz ) e Victor Peralta (zampoña, quenas, violão, charango e voz). O show conta, ainda, com a participação especial da ex-integrante Miriam Mirah (voz).

Além de equipamentos convencionais como violão e baixo elétrico, o grupo utiliza instrumentos de países da América Latina, como a quena (flauta de pã), a zampoña (flauta no formato de totens), o bombo leguero (bumbo de pele de ovelha) e o charango (bandolim feito com casca de tatu).

O grupo apresenta canções do folclore latino-americano, como A Rosa (Brasil), A Mi Palomita (Chile), A La Molina No Voy Más (Peru), Señora Chichera e Tinku (Bolívia); além de composições de brasileiros como Dança (Chico César) e Promessas do Sol (Milton Nascimento / Fernando Brant).

Tarancón surgiu como grupo de oposição à ditadura militar, com canções de protesto. Em manifestação contra a censura, a banda participou de evento ao lado dos artistas Milton Nascimento, Chico Buarque, MPB 4, entre outros.

Os músicos ganharam destaque com a participação no Festival da TV Globo em 1985, com a música Mira Ira (Lula Barbosa e Vanderlei de Castro). A música recebeu prêmio de melhor arranjo e o segundo lugar na classificação geral. O conjunto possui nove discos lançados. O último, Vuelvo para Vivir (1997), foi produzido em comemoração aos 25 anos do grupo.

TARANCÓN

Dia 13/10. Sexta, às 20h30min

R$ 6,00; R$ 4,00 (usuário matriculado) e R$ 3,00 (trabalhador no comércio e serviços matriculado, estudante com carteirinha, idoso e aposentado acima de 60 anos)

Auditório (131 lugares)

Ingressos à venda em todas as unidades do SESC

Acesso a pessoas portadoras de deficiência

Classificação etária: 12 anos

SESC Vila Mariana (Rua Pelotas, 141)

Informações: (11) 5080.3000

www.sescsp.org.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *