Semana Circulando discute uso de espaços alternativos para educação

Discutir a possibilidade de utilização de espaços alternativos para a educação além da sala de aula, será o tema central da Semana Circulando Educação – Espaço de Construção do Conhecimento, que acontece de 18 a 21 de novembro no Parque Escola, em Santo André. As inscrições podem ser feitas até dia 11 deste mês.

O tema será abordado por meio de programação composta por oficinas, feira de livros, música, teatro e palestras como a de Tião Rocha, fundador do Centro Popular de Cultura e Desenvolvimento (CPCD), que falará sobre educação popular.

Rocha é criador do Bornal de Jogos (sacolas com jogos educativos) e do projeto A Escola Debaixo do Pé de Manga, que deu origem ao Sementinha, responsável pelo atendimento a cerca de 200 crianças com idade entre 4 e 6 anos que ficaram fora do sistema tradicional de ensino. As atividades acontecem em espaços cedidos pela comunidade.

A Semana Circulando Educação pretende atingir professores da rede municipal, estadual e particular, bem como estudantes e comunidade em geral. Os interessados podem ligar para os telefones (11) 4438.5008, 4990.6914 e 4994.7651 (para todos, ramal 25).

Palestras

18/11 (auditório)

  • 13h30min: O lixo que o computador gera – Dalton Martins, da ONG Metareciclagem
  • 15h30min: Projeto Mala da Historia – Ronnie Corazza, do Projeto Sementinha
  • 18h: Línguas Tupi – Eduardo Navarro, da UNIABC

19/11 (auditório)

9h: Arte na Educação – Ana Angélica Albano, da UNICAMP

  • 13h30min: Ações de Educação Ambiental no Âmbito da Escola – Julia Silva, bióloga
  • 15h30min: Educação Popular – Tião Rocha, do Centro Popular de Cultura e Desenvolvimento (CPCD)
  • 18h: Brincando e que se aprende – Gisely Souza, da Organização para o Desenvolvimento de Educação e Cidadania (ODEC)

20/11 (auditório)

  • 10h: O educar sob o olhar de Paulo Freire – Cleusa Repulho, da Secretaria de Educação de Santo André
  • 13h30min: Educação Ambiental – Katia Abade, da UNIA
  • 15h30min: O não-lugar da formação de professores – Marcos Vilella, diretor do Departamento de Educação Infantil e Fundamental da Secretaria Municipal de Educação de Santo André

21/11 – (no auditório)

  • 10h: Inclusão na Educação – Ester Azevedo, da Associação Brasileira de Apoio Educacional ao Deficiente (ABAED) e Maraligia da Silva – Centro de Atenção e Desenvolvimento Educacional (CADE)
  • 14h: Movimento da Aliança pela Infância no Brasil e no mundo, representantes da Associação Monte Azul

Programação Cultural

18/11

  • 10h às 15h: Contação de História, com Arlete Ferreira e educadoras do Projeto Sementinha.
  • 19h: Madrigal da Emia (apresentação musical) – Regencia Elaine Marin

19/11

  • 10h às 16h: Zé conta sua versão de Romeu e Julieta, com Ronnie Corazza
  • 19h30min: Distúrbios com direção de Fernando Faria

20/11

  • 16h: Sob a Luz do Luar, com direção de Fabio Farias e Vivian Maria
  • 19h30min: Infância, com direção de Antonio Correa Neto

21/11

  • 10h: Sonhos de uma Noite de Verão (cenas do espetáculo), com direção de Solange Dias.
  • 16h: O Burguês Fidalgo (pré-estréia), com direção de Ronnie Corazza.

Oficinas

18/11

  • 9h: Cerâmica (introdução à cerâmica usando a modelagem manual), com Renata Lemos (20 vagas)
  • 9h e às 19h: Alimentação e Qualidade de Vida (histórico da alimentação, funções dos alimentos, alimentação saudável, necessidade nutricional e pirâmide alimentar), com Alessandra Sarto, Nutricionista (20 vagas).
  • 10h: Dobradura e recorte em papel (cartões e livros em 3D e arte de ensinar dobradura por meio de historias), com Gláucia Lombardi, arte educadora e autora da coleção Brincando com dobraduras.
  • 13h: Fazendo Arte (atividades artísticas e recreativas para crianças), com Gláucia Lombardi, arte educadora (20 vagas).
  • 14h: Aprendendo a Jogar Xadrez (aprendendo os movimentos e noções básicas do jogo de xadrez), com Rogério Pitarelli, da Equipe Parque Escola
  • Biodanza – (proporciona uma vivencia integradora, para que as pessoas possam restabelecer seu equilíbrio a partir do lúdico, movimento – emocao, relaxamento, respiracao – e do sentir), com Alexandra de Nicola (20 vagas)
  • 15h: Killing (arte de cortar e enrolar o papel e fazer cartões com formas variadas), com educadoras do Projeto Sementinha.
  • 18h: Brincando que se aprende (o jogo e o brincar estão diretamente ligados ao prazer e auxiliam na formação de grupos sociais, ou seja, o brincar e um fato social e fruto de integração), com Gisely Souza, professora de Educação Física.

19/11

  • 9h: Biodanza
  • 10h: Sucata e Pintura (Idéias de como utilizar materiais artísticos na escola), com Gláucia Lombardi, arte educadora (20 vagas).
  • 10h e 15h: Contação de Histórias (construir historias por meio de brincadeiras, jogos teatrais, musicas e dança), com Arlete Ferreira, arte educadora (20 vagas).
  • 13h: Dobradura e recorte em papel (cartões e livros em 3D e arte de ensinar dobradura por meio de historia), com Gláucia Lombardi (20 vagas).
  • 13h: Metainclusão Digital (reciclando computadores utilizando software livre), com Dalton Lopes Martins (20 vagas)
  • 14h: Alimentação e Qualidade de Vida (histórico da alimentação, funções dos alimentos, alimentação saudável, necessidade nutricional e pirâmide alimentar), com Alessandra Sarto, nutricionista (20 vagas).
  • 14h: Workshop de foto da lata (captação de Imagens PB com uma simples lata), com Edson Baesa, arte educador da EMIA (20 vagas, a partir de 10 anos).
  • 14h: Papel Artesanal – Porta retrato ( confecção do papel a partir de aparas e fibras vegetais e construção do objeto), com Fátima Daminato, arte educadora do Parque Escola (20 vagas).
  • 18h: Terrário (pequeno jardim fechado e auto-suficiente funcionando como um microecossistema), com a equipe Parque Escola (20 vagas).
  • 18h: Killing (arte de cortar e enrolar o papel e fazer cartões com formas variadas), com educadoras do projeto Sementinha.

Dia 20/11

  • 9h: Libras (prática de Língua Brasileira de Sinais), com Flaviana Borges da Silva, pedagoga (20 vagas)
  • 9h: O Brincar na Cultura Popular Brasileira (resgatar, valorizar e divulgar a atividade lúdica como um importante elemento da cultura popular brasileira para melhorar as relações entre educadores, educandos e familiares), com educadores parceiros do brincar (20 vagas).
  • 9h e 13h: Dança Circular Sagrada (usada para resgatar tradições antigas, como também para a harmonização individual e grupal), com Fernando de Vicenza, psicólogo (20 vagas).
  • 9h: Papel Artesanal – Porta retrato (confecção do papel a partir de aparas e fibras vegetais e construção do objeto), com Fátima Daminato, arte educadora do Parque Escola (20 vagas).
  • 14h e 16h: Brincando com a palavra (perder o medo do papel em branco e descobrir a subjetividade da palavra) , com Chico Lu, da EMIA (20 vagas em cada horário – o primeiro horário é para crianças de 8 a 12 anos e o segundo para adolescentes a partir dos 13 anos).
  • 15h30min: Biodanza
  • 18h: Aprendendo a Jogar Xadrez (Aprendendo os movimentos e noções básicas do jogo de xadrez), com Rogério Pitarelli, da equipe Parque Escola (10 vagas).
  • 18h: Killing (arte de cortar e enrolar o papel e fazer cartões com formas variadas), com Educadoras do projeto Sementinha

Dia 21/11

  • 9h: Criatividade, vida e educação: os caminhos da natureza (estimular a reflexão e a ação que levem a uma transformação de valores diante da vida, valorizando a natureza), com Valter Silva, pedagogo (20 vagas)
  • 9h: Aprendendo a Jogar Xadrez (Aprendendo os movimentos e noções básicas do jogo de xadrez), com Rogério Pitarelli, da equipe Parque Escola (10 vagas).
  • 9h: O brincar na cultura popular brasileira (resgatar, valorizar e divulgar a atividade lúdica como um importante elemento da cultura popular brasileira para melhorar as relações entre educadores, educandos e familiares), com educadores parceiros do brincar (20 vagas).
  • 14h: Percussão (técnicas de instrumentos variados de uso popular, priorizando ritmos brasileiros) (12 vagas em cada horário – o primeiro horário é para crianças de 8 a 12 anos e o segundo para adolescentes a partir dos 13 anos).

Bornal de Jogos (construção de jogos que auxiliam na aprendizagem das crianças), com a equipe CPCD

Excepcionalmente, esta oficina será realizada em três períodos, com três turmas diferentes: Dias 17, 18, 19, 20 e 21 (8h, 13h e 18h – nos dias 20 e 21 o horário das 18h será substituído pelo das 20h).

O Parque Escola fica na rua Anacleto Popote, 46, Valparaíso, Santo André, SP.

fonte: aomestrecomcarinho.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *