Museu da Casa Brasileira oferece visitas monitoradas e atividades para estudantes e curso de capacitação para professores

O Museu da Casa Brasileira (MCB), único do país especializado em design e arquitetura, com localização privilegiada na av. Faria Lima quase esquina com av. Cidade Jardim, iniciou um programa dirigido para crianças em idade escolar.

Vinculado à Secretaria de Estado da Cultura, o MCB está instalado em uma mansão em estilo neoclássico, que reproduz as linhas do Palácio Imperial de Petrópolis. Foi construída entre 1942 e 1945 para ser a residência do ex-prefeito de São Paulo (1934-1937), Fábio da Silva Prado e sua esposa Renata Crespi Prado.

Monitores acompanham os grupos de alunos pelos espaços expositivos, dando informações sobre cada uma das peças ou objetos, enriquecendo a visita. Há atividades para que as crianças possam assimilar o conteúdo apresentado nas exposições de uma maneira acessível e participativa, de acordo com a faixa etária da turma. As atividades são criadas e desenvolvidas pelos monitores.

Privilegiado pelo jardim de 6.000 metros quadros e duas centenas de árvores, o MCB pode realizar as atividades em vários espaços – no auditório, no terraço ou no próprio jardim.

Exposição permanente

O Móvel da Casa Brasileira

O MCB tem um acervo permanente constituído sobretudo de móveis, representativos da evolução do mobiliário no Brasil desde o século 17 até a metade do século 20. Há também objetos utilitários, como os utensílios em cobre vindos do ateliê do pintor Pedro Alexandrino. Um dos destaques é o móvel de múltiplas utilidades criado por um circense, que intriga e instiga a imaginação dos estudantes.

Atividades:

Montando minha casa

Atividade de colagem e pintura relacionada ao conteúdo observado, com o objetivo de estimular a criatividade e desenvolver o espírito de coletividade nas crianças.

Faixa etária: 4 a 11 anos

Nossas flores na paisagem

As crianças, utilizando material fornecido pelas monitoras, como giz de cera, cola, dentre outros, criam flores, que irão compor uma montagem multicolorida. A atividade estimula a criatividade e a importância do trabalho em grupo.

Faixa etária: 4 a 9 anos

Onde está a árvore?

Uma brincadeira relacionada diretamente às fotografias expostas estimula as crianças a observar e a pesquisar em grupo, notando, assim, as diversas texturas e cores possíveis das madeiras, percebendo folhas e frutos e demais características da exposição. Através da competição sugerida é introduzida a importância de preservar e respeitar a natureza.

Faixa etária: 7 a 14 anos

Árvore no Papel

Nessa atividade os monitores cedem um perfil em papel para que as crianças possam, utilizando outros materiais, também cedidos, fazer uma composição única e criar uma nova árvore, diferente das que existem na realidade, mas tão bonita plasticamente quanto às expostas.

Faixa etária: 4 a 10 anos

Através da visita monitorada, a criança poderá perceber a importância do designer na criação dos objetos. Certamente vai entender como esse profissional pode estar interferindo na vida cotidiana de todos nós, ao lançar novos conceitos e criar, como um inventor de desenhos animados, novos objetos que irão povoar nosso mundo no futuro.

A história em cada objeto é o que os professores descobrem em curso para capacitação de visitas ao Museu da Casa Brasileira.

Através de um objeto é possível descobrir as necessidades e interesses de uma determinada época, e até mesmo a mudança de certos conceitos. A cadeira, por exemplo, nem sempre teve a função de nos fazer descansar e dar conforto. Nos seus primórdios, era símbolo de poder, de estar no mais alto degrau hierárquico.

Para mostrar que no universo do mobiliário e dos utensílios está registrada a história do cotidiano do homem, o Museu da Casa Brasileira, da secretaria de Estado da Cultura, em parceria com a Diretoria de Ensino 1, da secretaria de Estado da Educação, com o apoio do Museu Paulista (também conhecido como Museu do Ipiranga) da Universidade de São Paulo, criou um curso de formação para professores de História do ensino fundamental e médio.

O objetivo é habilitar os professores a fazer a análise histórica material de um acervo, e desta forma enriquecer a visitação de seus alunos aos museus. Ao visitar o Museu da Casa Brasileira, por exemplo, o educador terá maior facilidade em apontar para seus alunos a relação de um objeto com o habitar do homem, seus usos e costumes.

Com a presença de 26 professores, o primeiro curso foi realizado com três módulos – o primeiro e o segundo, nos dias 2 e 15 de abril, aconteceram no Museu da Casa Brasileira, e, o terceiro, no Museu Paulista.

Museu da Casa Brasileira

Av. Brigadeiro Faria Lima, 2705 – Jardim Paulistano.

Visitação de terça a domingo, das 10h às 18h.

Site www.mcb.gov.br

fonte: aomestrecomcarinho.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *