Museu da Caixa: 12 horas diárias de História na Praça da Sé

Crianças, adolescentes e seus familiares têm uma ótima oportunidade de aprender História no Centro da cidade: é o Museu da Caixa, no prédio da Caixa Econômica Federal (Praça da Sé, 111), que funciona 12 horas diárias, de terça a domingo, de 9h às 21h, com entrada franca.

No Museu, os visitantes conhecem a história da Caixa Econômica Federal por meio de peças do mobiliário, máquinas de escrever e calcular das antigas agências, ambientes originais da época da inauguração do prédio e uma coleção de cédulas e moedas.

O espaço é composto das salas da caderneta de poupança, loteria, administração, penhor e do serviço médico, que era utilizada nos anos 40 para atender funcionários e seus familiares. Em agosto, mais um ambiente foi criado no Museu: a sala da habitação, que conta um pouco da história dos financiamentos da casa própria, realizados pela Caixa desde 1940.

Há ainda uma exposição de fotos que conta a história do Edifício Sé, além da planta do prédio e de uma linha do tempo, por meio da qual os visitantes conhecem a história da Caixa, desde sua fundação, em 1861, até os anos 70.

Fotos de personalidades da história do Brasil também ocupam o Museu: D. Pedro II, Barão de Itapetininga e o então presidente Getúlio Vargas (que compareceu à inauguração do Edifício Sé, em 1939) são apresentadas aos visitantes logo no saguão de entrada, e ainda curiosidades, como o pai de Mário de Andrade, que foi funcionário da Caixa e é homenageado em uma das salas.

Conjunto Cultural completa 15 anos

Além do Museu, o Edifício Sé abriga o Conjunto Cultural da Caixa, que completou 15 anos em agosto. Fundado em 1989, o Conjunto Cultural da Caixa ocupa hoje lugar de destaque no cenário cultural de São Paulo. São três espaços que oferecem exposições de artes plásticas e fotografia, além de outras atividades gratuitas (o Edifício Sé, a galeria da Paulista e o Vão Livre, altura do número 1842 da av. Paulista).

Ao todo, são oito galerias para exposição, por onde passaram mostras expressivas como “Referencial Anita Malfatti”, “Raízes do Povo Xavante”, “Muito Além do Real”, com obras de Salvador Dalí, Goetz e Chagall, “Adoniran Barbosa”, “Carmen Miranda” e “Caixa Populi”, Atualmente, outra grandiosa mostra ocupa as galerias do Edifício Sé: “Brasil Tupi”, que conta a história dos Tupi, um dos povos que habitaram a região onde foi fundada a cidade de São Paulo.

Ao longo desses 15 anos, o Conjunto Cultural da Caixa vem promovendo não só mostras de grande porte, como também os novos artistas plásticos e fotógrafos. Em janeiro deste ano, a inauguração de novas instalações e novo horário de funcionamento (de terça a domingo, de 9h às 21h) ampliaram as opções culturais e ajudaram a reacender a vida cultural no centro da cidade.

Com a promoção de projetos sociais como o “Museu, Escola e Família” e “Arte Bem Eficiente”, que oferecem visitas monitoradas e oficinas a estudantes, crianças e adolescentes em situação de risco, idosos e pessoas com necessidades especiais, o Conjunto Cultural da Caixa reforça ainda mais sua proposta de promover a cultura a todas as classes sociais.

Edifício Sé

Inaugurado em 1939, o Edifício Sé tornou-se um dos marcos da cidade de São Paulo. Foi inaugurado em 29 de agosto de 1939, como resultado de uma série de operações realizadas pela Caixa Econômica Federal ao longo dos anos 30 para adquirir imóveis em torno da antiga sede, que existia desde 1907 na travessa da Sé (hoje rua Venceslau Brás, onde atualmente se encontra o estacionamento da agência Sé).

A aparência do Edifício Sé reflete o espírito da arquitetura de São Paulo nos anos 30, caracterizada pela busca de uma europeização. O estilo do prédio é denominado Arte Decó. A construção é reforçada pelas imponentes colunas da entrada principal e pelo mármore que reveste as paredes do térreo. Um dos destaques do prédio é o vitral do Conjunto Cultural, concebido por Henrique Zucca.

A imponência das colunas externas é complementada pela delicadeza e sobriedade da decoração interna, com acabamentos feitos de material importado, como números e letras utilizados na sinalização das salas e maçanetas personalizadas, que vieram dos Estados Unidos, vidros, da Inglaterra e mármores da Itália; todo o revestimento em lambris é obra do Liceu de Artes e Ofícios.

Tanto o Conjunto Cultural da Caixa como o Museu da Caixa oferecem visitas monitoradas para escolas, associações de bairro, grupos de terceira idade e público em geral. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone(11) 3107.0498, no site www.caixa.gov.br ou pelo e-mail remaisp@caixa.gov.br.

Museu da Caixa e Conjunto Cultural da Caixa

Horário de funcionamento: terça a domingo, de 9h às 21h

Onde: Praça da Sé, 111

Telefone: (11)3107.0498

Patrocínio: Caixa Econômica Federal

fonte: aomestrecomcarinho.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *